Construtora adia montagem do canteiro de obras das casas populares

A construtora Scamatti, vencedora da licitação para a construção das 78 casas populares de Oriente, iria iniciar a montagem do seu canteiro de obras, mas devidos as chuvas freqüentes em nosso município, isso ainda não foi possível. A previsão de início das obras, era para o mês de janeiro, mas o clima e com as intensas chuvas que castiga o município isso ainda não foi possível, inclusive com registro de pontos de inundações. O prazo para a Scamatti concluir o novo bairro, que contemplará 78 famílias com o sonho da casa própria, é de 15 meses. Contrato para a construção foi assinado no dia 25 de outubro do ano passado e na oportunidade, diretores da construtora, que tem sede em Moções, na região de Votuporanga, anteciparam que a Scamatti tem condições de concluir integralmente o projeto em oito meses, desde que as condições climáticas forem favoráveis.

A empreiteira atualmente desenvolve obras habitacionais e empreendimentos nas cidades de Votuporanga, Bastos, Fernandopólis e também em Dracena. O projeto de construção das 78 casas em Oriente será desenvolvido dentro do sistema global, onde a própria empreiteira fica responsável tanto pelo fornecimento da mão de obra, quanto pelo material utilizado na fabricação das casas. “Além das 78 casas, a Scamatti entregará obras do paisagismo, drenagem pública, pavimentação, guias, sarjetas e passeios”, reforçou o prefeito municipal de Oriente, Toninho Moris.

O valor do novo conjunto habitacional ultrapassa R$ 3,4 milhões. O empreendimento consiste na principal obra da gestão de Toninho Moris, que concluirá em 2012 seu terceiro mandato como prefeito da cidade de Oriente.
A entrega será até o final do ano.

Por: Jornal Tribuna Regional