Município estrutura cozinha piloto para atender escola integral

Estruturação da cozinha piloto de Oriente visou assegurar dispositivos para atender a escola de tempo integral do município, que passará a funcionar a partir deste ano letivo. “Os estudantes terão café da manhã, almoço e café da tarde. Serão três refeições diárias e, portanto, precisávamos de uma cozinha piloto mais ampla e equipada”, informou o prefeito municipal de Oriente, Toninho Moris.

Além da reforma e ampliação, município também contratou novos servidores. O novo modelo de Ensino Médio estadual em tempo integral terá novo regime de trabalho para os professores que atuarem exclusivamente nessas unidades. É um regime de dedicação plena e integral de 40 horas semanais com carga horária multidisciplinar, que promove uma maior aproximação entre professor e aluno. Para isso, está prevista (em projeto de lei ou em lei a ser sancionada) uma gratificação de 50% sobre o salário-base, o que equivale a um aporte de R$ 5,68 milhões anuais, R$ 355 mil ao ano por unidade de ensino. O trabalho a ser desenvolvido nessas primeiras unidades servirá de referência para a ampliação da iniciativa em todo o Estado nos anos seguintes, de modo a promover a melhoria da qualidade do ensino, nos termos do programa Educação – Compromisso de São Paulo, que tem como objetivos principais colocar o sistema educacional de São Paulo entre os melhores do mundo e fazer a carreira de professor ser uma das mais valorizadas. Para o próximo ano, está prevista a implantação em mais 100 unidades e, em 2014, em outras 184.

A intenção é de que até o fim da atual gestão sejam implantados 300 centros.

www.orientesp.com.br
“Aqui você se Orienta”

Por: Jornal Tribuna Regional