Perspectivas para 2012

Oriente conclui 2011 com um superávit nas contas públicas. O fato é motivo de orgulho para a gestão municipal, que cumpre, rigorosamente, os artigos e critérios da Lei de Responsabilidade Fiscal. A experiência administrativa de Toninho Moris, em seu terceiro mandato como prefeito municipal de Oriente, é o atributo principal para esta certeza da aplicação correta do orçamento público. Os servidores municipais entraram 2012 com salário e 13º em dia, o mesmo ocorreu com os fornecedores, que tiveram seus serviços e produtos liquidados em dia. Isto significa que o fornecimento de itens essenciais, como energia elétrica, água, telefone e internet, em todos os órgãos municipais, não correm o menor risco de serem interrompidos por ausência de pagamento. Toda esta sanidade econômica, associado à ampla sintonia entre Poder Executivo e Poder Legislativo de Oriente, permite vislumbrar um 2012 de avanços e conquistas. Logo de início, a capacidade administrativa e a influência de Moris junto ao governo estadual resultaram na assinatura de um convênio que recuperará, por R$ 337 mil, as ruas e avenidas do bairro Vendramini. Fôlego da gestão, comprovado nos últimos sete anos, renderá novos convênios e parcerias ao longo dos 12 meses de 2012.
Oriente irá ganhar 78 novas moradias, serão casas para a população que atualmente paga aluguel e não possuem a dignidade da casa própria. A indústria Rodojacto, que já recolhe tributos e tarifas junto à Prefeitura de Oriente, irá instalar sua unidade no município, o que representará a geração de mais empregos diretos e indiretos. A competência administrativa de Toninho Moris frutificará ainda mais em 2012, pois as estimativas iniciais dão conta de maiores cotas nos repasses do ICMS e do FPM. Como se lê no lema da Bandeira Nacional: ordem e progresso. Exatamente esta característica rege todo o modelo do governo municipal, que trará mais avanços para a população.

Por: Jornal Tribuna Regional