Crise do HC de Marília afetará Oriente

Crise financeira instalada no Hospital das Clínicas em Marília afetará Oriente. Marília recebe pacientes de média e alta complexidade e, impedida de adquirir novos insumos e materiais para exames, complexo Famema, responsável pelo HC, suspendeu raios-X eletivos. Apenas os casos de urgência e emergência continuam com atendimento normal. Cerca de 150 pessoas deixam de ser atendidas todos os dias.

A Famema gerencia o Hospital das Clínicas, o Materno Infantil e o H 3, que é o antigo Hospital São Francisco. A direção não informou o valor da dívida, mas disse que desde dezembro não consegue cobrir todas as despesas.

Sem dinheiro para pagar fornecedores e, consequentemente, manter o estoque de materiais, a saída foi suspender alguns procedimentos e reduzir outros. Exames de sangue, por exemplo, caíram de 200 para 50 por dia; ultrassons, de 500 para 250 e de raios-X deixarão de ser feitos a partir desta terça-feira (27). Segundo a direção da instituição, todo começo de ano é complicado financeiramente, mas em 2012, a situação está demorando a se normalizar. Em nota, a Secretaria de Estado da Saúde informou que não houve corte de valores referentes ao convênio do SUS com a Famema e que o órgão estuda enviar repasses extras para a instituição. Complexo atende Marília, Oriente e outras 60 cidades, totalizando mais de 1,2 milhão de habitan­tes. Outras reduções implicam no corte de metade das ultras­sonografias diárias, de 500 para 250, e em 75% dos exames de sangue, de 200 para 50. Em nota encaminhada para a imprensa, Secretaria de Esta­do da Saúde se exime da crise financeira.

“A Secretaria de Es­tado da Saúde esclarece que não houve qualquer corte de valores referentes ao convênio mantido com a Famema para a produção SUS (consultas, exames, cirur­gias, internações)”, comunicou. Contudo, o Estado confirma que pode enviar verbas adicio­nais. “A pasta avalia, neste mo­mento, novos repasses extras para a instituição”, informou. (com G1 e Correio Mariliense).

www.orientesp.com.br
“Aqui você se Orienta”

Por: Jornal Tribuna Regional