Prefeitura honra precatórios e sana dívida histórica

Administração municipal de Oriente honrou precatórios e extinguiu uma dívida histórica. Acordo assinado pelo prefeito Toninho Moris, numa atitude digna de elogios, permitiu o parcelamento em até 15 anos de uma dívida que se arrastava há anos e já passava da ordem de R$ 800 mil. 
“Tratava-se de um volume alto, uma vez que após a suspensão em definitivo dos trens de passageiros e, mais tarde, o cancelamento do transporte ferroviário de cargas, a Prefeitura de Oriente optou por desapropriar o prédio da antiga estação de trem, barracão que era utilizado para depósito do transporte ferroviário de com mais de mil metros quadrados e ainda o pátio”, lembrou Moris. 
Ainda neste processo de desapropriação, administração municipal incluiu o pátio. Contudo, não houve prosseguimento administrativo para a regularização dos débitos. “Adotamos uma medida de gestão pública consciente, parcelamos em 15 anos a dívida de R$ 822 mil. Isto significa não apenas o pagamento anual, na ordem de R$ 60 mil, mas, acima de tudo, a certeza de uma responsabilidade fiscal efetiva. 
A Prefeitura de Oriente segue apta para novas parcerias e convênios com os governos estadual e federal”, comentou o prefeito municipal. Assim como os precatórios, sanados numa demonstração clara de austeridade fiscal, Toninho Moris vem mantendo em dia as quitações de taxas referentes ao FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço), serviços de água e luz, fornecidos pela Sabesp e CPFL, respectivamente, bem como as tarifas mensais de telefone da Prefeitura de Oriente e outros órgãos municipais. A desapropriação do antigo complexo da Fepasa abrangeu também 13 casas do trecho.
www.orientesp.com.br
“Aqui você se Orienta”
Por: Jornal Tribuna Regional