Em noite de homenagens, Marcos faz gol e se despede do futebol

De Oriente para o mundo, o filho prodígio da cidade se despede do futebol como exemplo de profissional e ídolo nacional.
Veja a matéria na íntegra publicada pelo Site do Palmeiras:

a noite desta terça-feira (11) aconteceu o jogo de despedida do ex-goleiro Marcos, entre o Palmeiras de 1999, campeão da Libertadores, e a Seleção Brasileira de 2002, pentacampeã do mundo. Dois títulos que marcaram a carreira do santo palmeirense. A partida contou com as presenças de Sérgio, Velloso, Cafú, Roberto Carlos, Júnior, Cléber, Roque Júnior, César Sampaio, Dudu, Galeano, Alex, Ademir da Guia, Rivaldo, Leivinha, Evair, Oséas, Paulo Nunes, Euller, Asprilla, Edmundo, César Maluco, Felipão, entre outros ídolos da história do Verdão.
Antes da partida, o eterno camisa 12 recebeu diversas homenagens em campo. Logo no primeiro minuto, Rivaldo levantou a bola na área e Marcos fez a primeira defesa. Oito minutos depois, Rivaldo viu o Santo adiantado e tentou do meio campo.
Aos 13 min, mais uma batalha entre Rivaldo e Marcos. O meia bateu falta e o camisa 12 foi buscar. Quatro minutos depois, Edmundo invadiu a área e sofreu pênalti. No mesmo momento a torcida e os jogadores começaram a chamar o Santo para cobrar, mas ele se recusou. Os companheiros tiveram que atravessar o campo para buscá-lo.
Na cobrança, o camisa 12 bateu forte no meio e estufou as redes. (Palmeiras 1×0 Brasil). Aos 25 min, Edilson chutou de fora da areá e Marcos espalmou para o lado. Três minutos depois, Rivaldo finalizou colocado para mais uma grande defesa do homenageado da noite.
Aos 31 min, Edmundo fez jogada individual e arriscou para o gol. Dida mandou para escanteio. Na cobrança, o camisa 7 (94 no jogo desta noite) recebeu e tentou novamente. A bola foi para fora. Oito minutos depois, Ronaldo limpou o marcador e bateu no canto. Marcos se esticou para praticar a defesa.
Aos 40 min, Evair foi à linha de fundo e rolou para Paulo Nunes, que só empurrou para as redes. (Palmeiras 2×0 Brasil). Seis minutos depois, a juíza Ana Paula de Oliveira apitou o final da primeira etapa.
Logo no início do segundo tempo, Rivaldo continuou seu duelo com Marcos. O camisa 10 chutou no cantinho e o Santo se esticou para mandar para escanteio. Aos 5 min, Euller invadiu a área e rolou para Oséas, que bateu firme. Dida fez grande defesa.
Sete minutos depois, Rivaldo cobrou falta no cantinho e Marcos praticou mais um milagre e logo em seguida foi jogar de atacante, deixando a meta palmeirense para o amigo Sérgio. Aos 16 min, Edílson aproveitou cruzamento na área e diminuiu.(Palmeiras 2×1 Brasil).
Na jogada seguinte, Euller recebeu em profundidade e ficou de frente com Velloso, que fez grande defesa. Aos 24 min, Luizão aproveitou rebote de Sérgio e empatou o jogo. (Palmeiras 2×2 Brasil).
Exatamente à meia noite, quando o dia 12/12/12 começou, os refletores do Pacaembu se apagaram e São Marcos discursou ainda em campo. Após os agradecimentos, ele subiu com os filhos em um carrinho e deu uma volta olímpica pelo Pacaembu, dando fim à partida.
Gols:  
Palmeiras 99: Marcos (21’ – 1º tempo); Paulo Nunes (40’ – 1º tempo).
Brasil 02: Edílson (16’ – 2º tempo); Luizão (24’ – 2º tempo).
Fonte:
Site do Palmeiras  Acessado em 13/12/2012 às 12:13