CRIME! Indivíduos jogam óleo em vias públicas de Oriente

Secretaria do Meio Ambiente procura responsáveis

 

Oriente vem adotado políticas públicas abrangentes no que diz respeito ao Meio Ambiente. Desde o ano passado, diversas medidas foram tomadas pela administração municipal visando regulamentar e regular as normas ambientais da cidade. O Conselho Municipal do Meio Ambiente foi instituído na cidade, novas leis foram adotadas (dentre elas a lei das queimadas), o lixo hospitalar passou a ser corretamente destinado e os aterros sanitários estão de acordo com as normas da Secretaria Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental, campanhas de reciclagem de lixo eletrônico foram realizadas, óleo usado estão sendo trocados por óleo novo para evitar contaminação do lençol freático, as reservas estão sendo replantadas, um quarteirão modelo foi instalado na cidade para propor uma nova urbanização sustentável e muitas outras ações.

Infelizmente, não são todos que andam fazendo o seu papel para contribuir para uma cidade cada vez mais sustentável. Exemplo disso foi o absurdo flagrado por nossas câmeras nesta semana, óleo queimado (provavelmente de motor) foi retratado jogado em uma rua da cidade. O que este indivíduo talvez não tenha conhecimento é que o óleo queimado quando entra no solo, absorvido pela terra junto com a água da chuva, contamina o lençol freático que é onde a água que abastece as torneiras orientenses estão depositadas.

“este é um crime ambiental praticado por más intenções ou por desconhecimento das leis ambientais, só que ninguém pode se justificar alegando desconhecer a lei” afirma Carlos Alonge, secretário municipal do Meio Ambiente.

DSC03226

Deixe uma resposta