Professora Orientense é autora de publicação internacional

Candidiasis Epidemiology, Symptoms and Treatment Options. Este é o nome do livro publicado pela editora Nova Biomedical, de Nova Iorque (EUA), da área de Dermatologia – laboratório e pesquisa clínica, do qual a docente do curso de Biomedicina da Unoeste, Daniela Vanessa Moris, contribuiu com o capítulo Candida parapsilosis Complex (Complexo Candida parapsilosis).

Ela explica que esta parte da obra apresenta uma revisão teórica referente a este complexo que foi descoberto em 2007 e é constituído por três espécies de Candida: metapsilosis, orthopsilosis e parapsilosis. “O material é de grande relevância para profissionais da saúde, pacientes e acadêmicos. No primeiro caso, estas pessoas podem utilizá-lo nas suas atividades específicas; já aquelas acometidas pela doença, a publicação servirá para nortear o tratamento de doenças fúngicas, que apresentam resistências conforme a variedade. Por fim, os alunos terão a possibilidade de contar com apoio diferenciado, podendo enriquecer ainda mais as aulas”.

A docente acrescenta que todos os estudos relacionados ao assunto são importantes. “Atualmente as infecções fúngicas são cada vez mais prevalentes, principalmente por conta de alguns fatores como o aumento da população imunodeprimida, ou seja, portadores de HIV, transplantados, pacientes com câncer, diabéticos, bem como a elevação do número de idosos. Deste modo, é necessário o desenvolvimento de estudos para que mais tratamentos sejam encontrados e informações relevantes sejam descobertas”.

Sobre a importância desta publicação para o curso da Unoeste, Daniela declara que toda a sua experiência na área da pesquisa é repassada aos futuros biomédicos. “Ainda tenho a oportunidade de abordar dados recentes, que podem contribuir na formação desses universitários”.

Parceria – Além da docente, o capítulo contou com a participação de pesquisadores do Instituto Adolfo Lutz, de São Paulo (SP), e da Faculdade de Medicina da Universidade Estadual Paulista, campus de Botucatu.

Notícia disponibilizada pela Assessoria de Imprensa da Unoeste

Deixe uma resposta